Norma está em revisão e comissão técnica decide em breve vacinação de jovens - DGS

Norma está em revisão e comissão técnica decide em breve vacinação de jovens - DGS

A Direção-Geral da Saúde (DGS) confirmou hoje que a norma sobre a vacinação contra a covid-19 está a ser revista e que a comissão técnica tomará brevemente uma decisão sobre a faixa dos jovens dos 12 aos 17 anos.
“A norma está em revisão e o mais breve possível a comissão técnica decidirá” sobre esta matéria, adiantou à agência Lusa fonte da DGS.
António Costa anunciou hoje, no debate do estado da nação, na Assembleia da República, a meta de vacinar com duas doses contra a covid-19, no período entre 14 de agosto e 19 de setembro, 570 mil crianças e jovens entre 12 e 17 anos.
“Aguardamos uma decisão final da Direção Geral de Saúde sobre a vacinação desta população. Mas tudo está preparado para nos fins de semana entre 14 de agosto e 19 de setembro serem administradas as duas doses de vacina às cerca de 570 mil crianças e jovens entre os 12 e os 17 anos”, declarou o primeiro-ministro.
Antes, a ministra da Saúde revelou que a DGS pediu duas semanas para estudar os pareceres da Comissão Técnica de Vacinação contra a covid-19 em jovens e os calendários de vacinação para definir uma posição.
Em declarações aos jornalistas no final de uma cerimónia de assinatura de um protocolo com o setor social no âmbito do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), em Lisboa, Marta Temido salientou que o Governo não recomenda vacinas, mas que apenas aplica as recomendações das entidades técnicas sobre esta matéria.
“Aquilo que a DGS nos transmitiu ser o entendimento da Comissão Técnica de Vacinação é que será desejável dispor de mais algum tempo e referiram-nos um prazo de duas semanas para perceber mais em detalhe quais são os calendários”, afirmou.
Segundo a governante, os pareceres preliminares desta comissão apontam para “uma priorização do grupo etário dos 18 aos 16 anos” e “uma priorização de vacinação de crianças com comorbilidades na faixa” abaixo, entre os 15 e os 12 anos, além do já referido “pedido de mais tempo” para recolha e análise de informação.
No entanto, garantiu que o executivo e a ‘task force’ responsável pelo processo estão preparados para qualquer cenário.
“Caso a indicação técnica seja de que é para vacinar os meninos dos 12 aos 18 anos, é para vacinar. Se a indicação técnica for noutro sentido, naturalmente que acomodaremos as nossas necessidades”, observou.
“Estamos preparados para começar a vacinar abaixo dos 18 anos na última semana de agosto. A nossa campanha de vacinação está desenhada para isso, aguardamos ainda as indicações técnicas”, continuou.

Lusa, 21 julho 2021

21 de julho de 2021

Eventos
«julho de 2021»
segterquaquisexsábdom
2829301234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930311
2345678
Categorias

Categorias

Arquivo de Notícias

Arquivo